4

Guitarra solo – o que é guitarra solo – o que é guitarra base

guitarra solo – Para entendermos o que é guitarra solo precisamos antes compreender o que é harmonia e o que é melodia.
Melodia é a sucessão de sons combinados, provenientes de uma escala musical. Uma melodia é construída dentro de parâmetros teóricos preconcebidos que por sua vez se combinam com a concepção do sentimento do compositor, gerando uma linha de notas coerentes e aceita como lógica pelo ouvido humano.
Numa música popular cantada por exemplo, a voz humana é que faz a melodia. A voz humana nesse caso faz o que conhecemos como linha melódica.

guitarra solo

A música acima é conhecida por todos e é um exemplo bem simples do que é melodia. A melodia se desenvolve horizontalmente ao longo de uma execução musical. A forma de pensar da harmonia já é um pouco diferente. A harmonia é pensada verticalmente.
Harmonia – É quando existe combinação de sons simultâneos. Os acordes são o exemplo típico do que é harmonia (veja mais sobre acordes).

Existem instrumentos musicais que são apenas melódicos, ou seja, só são capazes de executar melodias. É o caso dos instrumentos do naipe de metais no geral (trompete, clarineta, oboé, etc.), saxofone, flauta, voz humana, etc. Outros podem tanto executar melodias quanto harmonias, como é o caso do violão, da guitarra, do piano, do acordeão, etc.

guitarra solo e guitarra base

A guitarra elétrica como é empregada na música hoje possui tanto o papel de executar melodias quanto o de executar harmonias.
Quando ela está executando uma harmonia em uma banda, ou seja, fazendo acordes e a parte rítmica do acompanhamento musical, chamamos de guitarra base, ou guitarra rítmica ou rhythm guitar (inglês).
Quando a guitarra está executando partes melódicas ou o solo de uma música, é chamada de guitarra solo ou lead guitar (inglês).
O solo principal de uma música é o nome dado a um momento específico no qual um instrumento musical irá se destacar em determinado trecho de uma canção. Qualquer instrumento pode fazer um solo principal, porém no rock e estilos similares esse destaque geralmente é da guitarra.
Exemplo de solo de uma música: A música Jump do Van Halen. O cantor (David Lee Roth) vem cantando a canção normalmente e chega uma parte da música que é o momento do destaque da guitarra (o solo começa a partir do 8° segundo do vídeo). Nesse exemplo, após a guitarra solo, é tocado também um solo de teclado. Na música original o solo de teclado é feito em um “teclado mesmo” (he he), porém nesse vídeo ele foi feito na guitarra. Ambos solos originais são de Eddie Van Halen.
Outra parte que também pode ser considerada solo de uma canção, porém não o solo principal, são as introduções musicais.  A guitarra solo também é responsável por essas partes em uma música. Temos aqui um exemplo de uma introdução bem conhecida: Johnny B. Goode, de Chuck Berry.
Outras partes que utilizam solos são as chamadas passagens musicais (conhecidas em inglês como fills). Apesar de ser um solo, essas passagens são menos perceptíveis pois trabalham em conjunto com a parte da harmonia de uma canção. São pequenas partes que conectam a música a um todo, como conectar um verso a um refrão, por exemplo. São também feitas por um guitarrista solo.

O guitarrista base faz uma outra parte importantíssima da música que é a parte da harmonia. Sem ela, nosso ouvido não compreenderia a beleza e as mudanças harmônicas de uma canção. Ele é também responsável pela caracterização rítmica de um estilo. Se a banda for tocar uma música em estilo blues, por exemplo, ele deve conhecer como executar uma base de blues, suas características, “manhas”, acordes mais usados no estilo e ter o “gingado” necessário para manter a fidelidade e caracterização do estilo.

Não existe essa coisa de dizer que ser guitarra solo é melhor que ser guitarra base. Quando estudamos guitarra, aprendemos tanto a tocar guitarra base quanto guitarra solo. Dependendo da pessoa, talvez ela se sinta mais confortável desenvolvendo mais uma dessas situações.
Mas nunca devemos esquecer que o mais importante é “fazermos música” e deixar rolar naturalmente nosso sentimento musical. Aí sim as coisas fluíram: encontraremos nossa identidade e soaremos verdadeiros.
Abraço! 

 

 

evaldo-devellis-guitarrista(Evaldo Devellis é guitarrista e compositor. Suas músicas instrumentais de guitarra solo e violão podem ser ouvidas no player do final da página abaixo, no Youtube, no menu “MÚSICAS” desse blog e no site oGuitarrista.com. )

Compartilhar (Share)
oGuitarrista

oGuitarrista

Evaldo Devellis - Guitarrista há 30 anos, foi autodidata em violão e guitarra. Posteriormente estudou com Faíska e Giácomo Bartoloni. Também cursou o Conservatório Souza Lima, Voice e IGT.

4 Comments

  1. olá. muito legal, porém gostaria de saber qual seria a técnica ou forma de se aprender a melodia da musica na guitarra ou violão. Algo do tipo com dois violões, um fazendo a base e o outro solando a melodia da música ao invés de cantar.

    []s

Deixe seu comentário!